Instituto Federal do Paraná Marca do IFPR INSTITUTO FEDERAL Paraná
Início notícias Reitoria e campi do IFPR realizam programação especial para celebrar Dia Internacional da Mulher

Reitoria e campi do IFPR realizam programação especial para celebrar Dia Internacional da Mulher

Publicado em

Imagem de uma janela do Campus União da Vitória escrito semana da mulher no vidro
Semana da mulher movimenta Campus União da Vitória

Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, comemorado em 08 de março, a Reitoria e os campi do IFPR realizaram diversas atividades com o objetivo de levantar questões relacionadas à experiência de ser mulher, proporcionando momentos de lazer e reflexão sobre o seu papel na sociedade.

Na Reitoria, as atividades foram promovidas durante toda a sexta-feira (08).

Pela manhã, após o café colaborativo, Mariza Treis e Juliana Treis, da Chá & Arte, falaram sobre o mundo dos chás e infusões e a concepção do chá das bruxas. “As mulheres sábias, quando se reuniam, levavam uma iguaria para preparar um delicioso chá. Assim surgiu o Chá das Bruxas, um chá saboroso, ideal para encontros e bates papos,” explicou Mariza Treis.

Ainda no período matutino ocorreu o lançamento do livro “Mulheres sobre Mulheres”, publicado em formato e-book e disponibilizado na página da Editora IFPR.

A programação vespertina contou com um sarau de poesia, com a apresentação “Penélope: a tecelã da trama perfeita” e um bate papo com Beatriz Carvalho e Belmira de Fátima Guimarães, primeiras agricultoras de orgânicos de Colombo – PR.

A celebração na Reitoria continua durante todo o mês de março.
*Confira a programação completa na Reitoria na página do servidor.

Na Diretoria Sistêmica de Educação a Distância (EaD), o Dia Internacional da Mulher foi comemorado com um café da manhã de confraternização e lembrancinhas para as mulheres.

*Confira na página da EaD.

O Campus Avançado Barracão realizou, na manhã do dia 08, a segunda edição do evento “Mulheres do IF Barracão Unidas: Só a luta muda a vida”.

Foram organizadas diversas atividades envolvendo a participação de estudantes, servidoras e convidadas externas, que abordaram as temáticas do empoderamento feminino, da representação da mulher nas mídias de massa, combate à violência doméstica, dentre outras, através de oficinas e apresentações artísticas, musicais, poéticas e rodas de conversa.

*Confira na página do Campus Avançado Barracão.

Em Coronel Vivida, a programação do campus durante toda a semana em que se comemora o dia internacional da mulher foi marcada por participações de mulheres que palestraram, discutiram, declamaram, questionaram, lecionaram e compartilharam conhecimento.

No primeiro dia, a convite do grêmio estudantil, a professora Mayara Yamanoe da UTFPR-FB, palestrou sobre o tema “ Quem tem medo do feminismo?”, uma conversa sobre igualdade de gênero. Na segunda manhã de trabalhos foram realizadas declamações de poesias e leitura de textos produzidos pelas alunas do campus.

*Confira na página do Campus Coronel Vivida.

Em Irati, no dia 08 de março, foram realizadas duas atividades na Instituição em homenagem às mulheres. Primeiramente foi proposta nos turnos matutinos e vespertinos, uma interação com os alunos, por meio da exposição de trechos de filmes e documentários relativos ao contexto feminino e seu empoderamento.

Para o público interno, foi realizado um café da tarde com a participação dos servidores, e uma homenagem especial às mulheres, por meio da apresentação de um mural com fotografias das servidoras.

Para as próximas semanas, Campus Irati planeja a realização de uma palestra em 18 de março, com a presença da Professora Adriana Queiroz, da Unicentro-Irati, que abordará a temática do empoderamento feminino, junto à comunidade acadêmica.

*Confira na página do Campus Irati.

No Campus Jacarezinho, na sexta-feira (08), as comemorações foram comandadas pelos estudantes. O Diretório Central Estudantil (DCE) promoveu, para os estudantes do Ensino Médio Integrado, uma palestra sobre o que significa “ser mulher” nos tempos atuais. A palestra foi ministrada pela psicóloga Amanda Eloy, que também é militante do Coletivo Feminista GENI, da cidade de Ourinhos.

Para Andreza Tangerino Mineto, Diretora de Ensino, Pesquisa e Extensão, o DCE é a representatividade dos estudantes. “É importante que eles promovam eventos que envolvam todos os colegas, como aconteceu pela manhã. O Dia Internacional das Mulheres é mais um dia de luta para todas nós, mulheres, e essa roda de conversa com certeza nos fez refletir ainda mais sobre nossos enfrentamentos diários”, destaca.

*Confira na página do Campus Jacazerinho.

O Campus Paranavaí promoveu, no dia 07 de março, uma mesa redonda para falar sobre o tema: Violência, Desigualdade e Feminismo, com a mediação dos professores Luciana Yoshie e Josimar Priori.

Com o objetivo de refletir sobre as lutas, vitórias e desafios das mulheres na sociedade, o evento contou com apresentações das servidoras Cinthia Bonin, Tatyane Caruso e Camila Clozato sobre os tópicos: “Violência contra a mulher: uma questão de gênero”, “Desigualdade de gênero: disparidade salarial e segregação ocupacional” e “Por uma educação feminista e transformadora”.

*Confira na página do Campus Paranavaí.

Em Quedas do Iguaçu, o Dia Internacional da Mulher foi marcado por intervenções e momentos de reflexão.

As turmas do curso Técnico em Informática foram reunidas na Biblioteca para que pudessem assistir apresentações artísticas e culturais, além da intervenção do Coletivo de Meninas do Campus, formado por estudantes e pela professora Millene Guimarães.

Outro momento marcante foi o Museu Virtual “Mulheres e Tecnologia”, em que foram apresentadas as diversas mulheres em destaque na área de Informática.

*Confira na página do Campus Avançado Quedas do Iguaçu.

A Semana da Mulher no Campus União da Vitória, realizada nos dias 07 e 08, movimentou a unidade com discussões e atividades voltadas a servidores e estudantes do campus.

No dia 07, a palestra “Violência contra a mulher no Vale do Iguaçu”, com o Juiz da Vara da Infância e Família, Carlos Mattioli, deu abertura ao evento e trouxe índices da violência contra a mulher na região, orientando os estudantes sobre como auxiliar pessoas que estejam passando por situações de abuso. “Ninguém deve sofrer sozinho. É nosso dever como sociedade auxiliar uns aos outros. Precisamos nos unir, porque juntos temos o poder de transformação”, afirmou Mattioli.

A manhã da sexta-feira (08) foi marcada por rodas de conversa que abordaram temas como os direitos e papel das mulheres na sociedade e a violência contra a mulher. As discussões foram mediadas por professores e servidores da unidade.

Para o estudante do primeiro ano do curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio, Marco Antonio Cremonini, as discussões e palestras trouxeram informações importantes, especialmente sobre como ajudar vítimas de abuso. “É preciso falar sobre a violência, refletir, especialmente entre nós estudantes, pois esse é o tema do momento e nós somos a geração do futuro e podemos ser a mudança”, enfatizou.

*Confira na página do Campus União da Vitória.

Galeria de Fotos

Leia mais

Topo