/ notícias / Projeto do Campus Pinhais conquista prêmio Sesi ODS 2019

Projeto do Campus Pinhais conquista prêmio Sesi ODS 2019

Publicado em

Um projeto do Campus Pinhais foi o grande vencedor do prêmio Sesi ODS 2019, na categoria Instituição de Ensino Superior, com o projeto Entre Campos: Educação e Ciência para Conservação. A premiação foi realizada no dia 5 de setembro, durante o congresso SESI ODS 2019, realizado em Curitiba.

O projeto é desenvolvido em parceria com pesquisadores colaboradores dos campi de Pinhais e Curitiba. Outras instituições também participam direta ou indiretamente: Instituto Neotropical: Pesquisa e Conservação; Parque Nacional dos Campos Gerais – ICMBio; UEM; PUCPR; Museu de História Natural Capão da Imbuia; Embrapa Florestas; Parque Histórico de Carambeí e Prefeituras municipais de Castro, Carambeí e Ponta Grossa e suas Secretarias. Tem como objetivo superar os principais desafios em pesquisa, educação e manejo do Parque Nacional dos Campos Gerais, localizado nos municípios de Ponta Grossa, Castro e Carambeí.

O projeto visa a valorização de uma importante unidade de conservação nacional em todas as esferas da vida social: política, econômica, cultural, pública e privada.

Campus Pinhais tem histórico no Prêmio

O Campus Pinhais também foi finalista do Prêmio Sesi ODS 2017 e ganhador dos selos ODS 4 – Educação de Qualidade, representado pelo projeto de extensão “Morada dos Saberes: repensando educação, ambiente e sociedade” e ODS 15 – Vida Terrestre, representado pelo projeto de pesquisa “Mamíferos e óleos essenciais de frutos: uma ferramenta para restauração florestal”.

A Premiação

O Prêmio Sesi ODS 2019 e o Selo ODS 2019 visam reconhecer e divulgar práticas para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) realizadas por organizações do Estado do Paraná.

Os ODS são uma agenda mundial adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável em setembro de 2015 composta por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até 2030. Nesta agenda estão previstas ações mundiais nas áreas de erradicação da pobreza, segurança alimentar, agricultura, saúde, educação, igualdade de gênero, redução das desigualdades, energia, água e saneamento, padrões sustentáveis de produção e de consumo, mudança do clima, cidades sustentáveis, proteção e uso sustentável dos oceanos e dos ecossistemas terrestres, crescimento econômico inclusivo, infraestrutura, industrialização, entre outros.

Com informações e texto do Campus Pinhais

Leia mais

Topo