Portaria normatiza redução de carga horária para servidor realizar ação de desenvolvimento em serviço no país

Publicado em

"Ação de desenvolvimento em serviço"
Portaria nº 647 normatiza redução de carga horária para ação de desenvolvimento em serviço

O Instituto Federal do Paraná emitiu a portaria nº 647, de 03 de julho de 2020, que normatiza a redução de carga horária para realização de ação de desenvolvimento em serviço para cursar programa de pós-graduação lato sensu, stricto sensu ou estágio de pós-doutorado no país para Técnicos Administrativos em Educação (TAE) e Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (Professor EBTT).

O documento, que considera as decisões de grupo de trabalho que é responsável pela revisão e alteração da resolução nº 51, a lei nº 8.112, dentre outros documentos, aborda as disposições gerais, critérios e procedimentos de ação de desenvolvimento em serviço.

“Com a ação de desenvolvimento em serviço, pretendemos alcançar e proporcionar a oportunidade de qualificação aos servidores que desejam se dedicar aos seus programas de estudo, mas não precisam se afastar integralmente”, comenta Eliane Mesquita Hernandes, pró-reitora de Gestão de Pessoas. “O decreto nº 9.991 trouxe a oportunidade para que as instituições ofertem mecanismos flexíveis de capacitação e aperfeiçoamento. Desta forma, todos podem ter o benefício de se qualificar”, aponta Eliane.

Com a publicação da portaria nº 647, o trabalho da Comissão instituída para atualizar a resolução nº 51/2017 entra em sua fase final. “Com os trabalhos da Comissão chegando ao fim, resultará o encaminhamento da proposta de atualização das regras institucionais para os afastamentos integrais ao Consup, o que deverá ocorrer nas próximas convocações ordinárias “, finaliza a pró-reitora.

Ação de desenvolvimento em serviço

A “ação de desenvolvimento em serviço para cursar programa de pós-graduação lato sensu, stricto sensu ou estágio de pós-doutorado no país” será doravante denominada simplesmente “ação de desenvolvimento em serviço”.

Técnico Administrativo em Educação (TAE)

Compete ao TAE protocolar, a qualquer período do ano, junto à Seção de Gestão de Pessoas (GT-Pessoas) de sua unidade de exercício, requerimento de ação de desenvolvimento em serviço para cursar programa de pós-graduação lato sensu, stricto sensu ou estágio de pós-doutorado no país, por meio de formulário próprio, disponível no Sistema Eletrônico de Informações (SEI). Veja todos os critérios e procedimentos na Portaria.

Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (Professor EBTT)

Compete ao Professor EBTT protocolar, a qualquer período do ano, junto à Seção de Gestão de Pessoas (GT-Pessoas) de sua unidade de exercício, requerimento de ação de desenvolvimento em serviço para cursar programa de lato sensu, stricto sensu ou estágio de pós-doutorado no país por meio de formulário próprio, disponível no Sistema Eletrônico de Informações (SEI). Veja todos os critérios e procedimentos na Portaria.

Acompanhe todos os detalhes da Portaria.

Leia mais

Topo