Documentos 2020 – 2021 – anos letivos afetados pela pandemia da Covid-19

.

  1. Resolução nº 20,de 29 de junho de 2021: Estabelece as diretrizes para a organização didática do ano letivo 2021, a partir de 1º de julho de 2021.
  2. Portaria Proens nº 20, de 29 de abril de 2020 (estágios).
  3. Nota Técnica sobre a Resolução IFPR nº 3, de 24 de fevereiro de 2021.
  4. Resolução nº 3, de 24 de fevereiro de 2021: Autoriza a substituição de atividades presenciais referentes ao ano letivo 2021 por atividades não presenciais, no período de 1 a 31 de março de 2021.
  5. Regime Didático Emergencial – Perguntas e Respostas.
  6. Resolução nº 29, de 28 de setembro de 2020: Estabelece o Regime Didático Emergencial para o ano letivo de 2020, no âmbito do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná e dá outras providências.
  7. Resolução nº 25, de 30 de julho de 2020: Prorroga a suspensão das atividades acadêmicas no âmbito do IFPR até 30 de setembro de 2020, autoriza a prorrogação da oferta de atividades pedagógicas não presenciais (APNP) e dá outras providências.
  8. Portaria nº 23, de 01 de junho de 2020.
  9. Portaria nº 19, de 15 de maio de 2020.
  10. Resolução nº 13, de 29 de maio de 2020: Prorroga a suspensão das atividades acadêmicas no âmbito do IFPR no período de 01 de junho a 31 de julho de 2020, e dá outras providências.
  11. Resolução nº 12, de 22 de maio de 2020: Retifica a Resolução IFPR nº 10/20020.
  12. Resolução nº 11, de 20 de maio de 2020: Retifica a Resolução IFPR nº 10/20020.
  13. Resolução nº 10, de 11 de maio de 2020: Autoriza, em caráter excepcional, o desenvolvimento de atividades pedagógicas não presenciais nos cursos presenciais do IFPR durante o período de suspensão do calendário acadêmico como medida de prevenção e enfrentamento à disseminação da Covid-19.
  14. Resolução nº 8, de 29 de abril de 2020: Prorroga a suspensão das atividades acadêmicas no âmbito do IFPR no período de 01 de maio de 2020 a 31 de maio de 2020.

Materiais de apoio

  1. Apresentação: “EaD, Ensino híbrido e Ensino remoto emergencial: perspectivas metodológicas“. Autora: Kátia Andréa Silva da Costa.

Topo