Instituto Federal do Paraná Marca do IFPR INSTITUTO FEDERAL Paraná
Início Servidor Encontro que tratou do Trabalho Pedagógico foi realizado em Campo Largo

Encontro que tratou do Trabalho Pedagógico foi realizado em Campo Largo

Publicado em

Foto de sala de aula com pessoas sentadas em carteiras olhando para frente
Evento contou com 76 participantes

O Campus Campo Largo sediou, entre dias 08 e 10 de maio, o XI Encontro sobre a Organização do Trabalho Pedagógico organizado pela Pró-reitoria de Ensino (Proens). As discussões mais importantes travadas no evento foram em três temas: construção coletiva do Projeto Político Pedagógico (PPP) no âmbito do IFPR, permanência e êxito escolar e possibilidade de organização curricular por itinerários formativos. Representantes dos 25 campi estiveram presentes no evento, demonstrando a preocupação institucional e forte engajamento das equipes pedagógicas na discussão dessas questões. O XI Encontro contou com 76 participantes.

O pró-reitor de ensino, Amarildo Pinheiro Magalhães, ressaltou a importância do principal evento pedagógico anual da instituição. “Pelo nível e intensidade das discussões realizadas no evento, vemos que os campi estão bastante engajados na construção coletiva do PPP. Essas discussões levaram, inclusive, ao apontamento de alterações no percurso”, destaca o pró-reitor.  O evento também foi fundamental para reafirmar a identidade institucional e o compromisso institucional com a educação como um direito social e não como mercadoria.

Comunicação não-violenta e boa convivência escolar foram temas no evento

Na palestra sobre “Práticas de Não-Violência na Escola” com o professor Josafá Moreira da Cunha e Loriane Trombini Frick, ambos da Universidade Federal do Paraná (UFPR), foram abordadas as diferentes manifestações de violência presentes no ambiente educacional: verbal, física, gestual, psicológica, moral, exclusão social, racismo, homofobia, bullying, ciberbullying, assédio moral, assédio sexual e machismo. Estas formas de violência perpassam as relações e têm diversos impactos nos indivíduos em contextos de convivência não positiva, desrespeito e afronta a dignidade.

Loriane explicou que os estudantes de ensino médio muitas vezes não são assertivos na hora de resolver conflitos, não sabem como agir e, por isso, é comum que não reajam ou que usem a força como primeiros recursos. “Eles não se sentem confiantes para resolver uma situação de provocação ou para se colocar quando tem a percepção de que as regras não são justas”.

Um dos aspectos que precisa ser fomentado na escola é a valorização de práticas positivas, das diferenças, do diálogo e da cooperação, com o intuito de construir relações de confiança e vínculos seguros. “Entender o protagonismo do estudante é uma necessidade”, enfatizou Loriane.

Para Josafá, nossa sociedade não está lidando bem com conflitos. “Precisamos confiar em nossa capacidade de inovação, de criar soluções a partir da pesquisa, da cientificidade e não do senso comum”, destacou.

Parceria para encontrar respostas

Assim como outras instituições de ensino, o IFPR realizou reuniões e rodas de conversa para discussão de práticas de combate à violência visando a prevenção de ações agressivas no âmbito escolar e de fomento a uma cultura de paz.  A parceria com a UFPR é fruto desses debates realizados em âmbito institucional, envolvendo os campi por meio de videoconferência, tendo em vista que não existem respostas simples para este problema social complexo e que se reflete na escola.

O PPP

O Projeto Político Pedagógico (PPP) do campus é pensado depois da construção do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), o qual contém o Projeto Pedagógico Institucional (PPI). O PPI será operacionalizado pelo PPP.

O PPP é composto de três etapas:

    • Na primeira delas, o campus avalia sua trajetória até o presente momento.
    • Em seguida, a unidade delimita as teorias que sustentam suas ações pedagógicas.
    • Por fim, o campus elabora as ações que serão feitas para alcançar as escolhas realizadas nas etapas anteriores, tendo como referência algumas estratégias já traçadas no PDI ou um desdobramento das questões no PPI.

Conheça mais e participe!

Galeria de Fotos

Leia mais

Topo