Projeto “Boas Práticas de Fabricação na Manipulação de Alimentos” certifica 43 alunos

Publicado em

O Curso “Treinamento de Boas Práticas de Fabricação na Produção de Alimentos” teve como público alvo todas as pessoas que trabalham com alimentação, como merendeiras, auxiliares de cozinha, profissionais que trabalham em lanchonetes, indústrias produtoras de alimentos, restaurantes, padarias e pequenos produtores de alimentos.

O despreparo dos manipuladores é refletido na higiene pessoal, nas operações de higiene e sanitização de equipamentos e utensílios, levando à contaminação do alimento preparado. O treinamento de manipuladores de alimentos é de fundamental importância em todos os estabelecimentos da área, seja indústria ou serviços de alimentação. Todas as pessoas que trabalham com manipulação de alimentos devem ser informadas e conscientizadas sobre seu papel na proteção do alimento contra a contaminação e a deterioração, antes de iniciar suas atividades nos estabelecimentos produtores de alimentos.

Segundo a coordenadora do projeto, a prof. Michele Rosset, “a proposta do projeto visou atender a necessidade dos profissionais que atuam nos estabelecimentos produtores e/ou fornecedores de alimentos, orientando-os às regras e legislações vigentes. O Treinamento de Boas Práticas de Fabricação na Manipulação de Alimentos apresentou resultados satisfatórios. Foram realizadas aproximadamente 50 inscrições. Como foram abertas 40 vagas, contemplamos um número de 43 inscritos e concluintes.”

Durante as aulas foram abordados temas como Composição Básica dos Alimentos, Legislação de Boas Práticas de Fabricação, Noções de Microbiologia de Alimentos e Doenças Transmitidas por Alimentos, Boas Práticas de Fabricação, Higiene e Sanitização e Programas de Qualidade em Serviços de Alimentação, ministrados pelos prof. do IFPR Campus Colombo, Ariane Saldanha de Oliveira, Richard Jojima Nagamato e Michele Rosset. Participam também do desenvolvimento do projeto os alunos João Miguel França Corcovado, Alana de Freitas do Amarante, Rebeca Taborda Ribas Matos e Victor Amorim.

Ao concluírem o curso, os estudantes receberam Certificado e um CD com o conteúdo das aulas ministradas e material de apoio.

Através da ação, pode-se promover maior incentivo à produção, fornecimento e consumo de alimentos seguros, ao atendimento da legislação vigente além de estreitar laços entre o Instituto Federal do Paraná e a comunidade.

Topo