Portal Padrão Barra de Identidade Visual do Governo Federal na Internet - APLICAÇÃO do Governo Brasileiro

Período eleitoral inicia no dia 07 de julho e impõe restrições

Publicado em 05/07/2018

A partir do dia 07 de julho, o Instituto Federal do Paraná, assim como todas as instituições públicas federais de ensino, precisa atender a algumas restrições impostas pela Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República. As recomendações se devem em virtude do período eleitoral, que se estende até o final das eleições (07 de outubro ou 28 de outubro, no caso de segundo turno).

Especialmente a Instrução Normativa nº 1 impacta diretamente nos canais de comunicação do IFPR: site institucional e redes sociais oficiais. Por conta disso, o conteúdo editorial será diferenciado nesse período: serão priorizados conteúdos informativos e de publicidade legal. Ficarão vedadas publicações de cunho institucional que contenham nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores, assim como conteúdos ou análises com juízo de valor sobre ações, políticas públicas e programas sociais. As divulgações de cunho técnico-científico, de processos de seleção, de eventos esportivos e culturais estão mantidas.

Também haverá mudança nas redes sociais. A página da Reitoria no Facebook irá deletar todos os comentários realizados nas publicações a partir deste sábado (07), inclusive em divulgações retroativas.

O Twitter foi desativado e o Youtube continua, mas com a área de comentários suspensa. O relacionamento com a imprensa não será prejudicado.

Além das recomendações à Instituição, os servidores públicos também devem estar atentos a algumas restrições, conforme recomendação da Advocacia-geral da União.

“É um momento delicado, no qual precisamos ter a máxima atenção nas nossas ações de divulgação. A Rede de Comunicadores já foi instruída e os diretores e pró-reitores avisados formalmente. Contamos com o apoio de todos os servidores para não termos problemas legais com relação a isso”, declara Cleber Fernando Serafin, chefe de gabinete do IFPR.

Leia mais