Portal Padrão Barra de Identidade Visual do Governo Federal na Internet - APLICAÇÃO do Governo Brasileiro

Oficinas gratuitas de Memória e História são oferecidas pelo IFPR na Lapa

Publicado em 12/04/2016

Nos dias 15 e 29 de abril, o professor Ederson Santos Lima, do Campus Curitiba, ministrará duas oficinas no município da Lapa, localizado na região metropolitana. A atividade de extensão é realizada em parceria com a Casa do Patrimônio da Lapa, a Prefeitura do município e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

As oficinas são destinadas aos educadores e agentes culturais ligados à rede pública de ensino da Lapa, que devem fazer a inscrição, gratuita, pelo e-mail oficinasdacasalacerda@gmail.com. No corpo do e-mail, o candidato deve informar o nome completo, telefone, e-mail de contato e o nome da escola ou instituição onde trabalha.

História, Memória e Fotografia

A primeira oficina, que abordará o tema “Memória e História – as relações entre a história oficial e a memória urbana da Lapa”, será ministrada no dia 15 de abril. A atividade tratará da memória e da arquitetura urbana da Lapa, com visitas a locais de interesse histórico e turístico.

A segunda oficina, que tratará da “Memória fotográfica da Lapa”, vai mergulhar na obra e na trajetória do fotógrafo Guilherme Glück, trazendo, ainda, um panorama histórico do período compreendido entre as décadas de 1920 e 1940, em que o fotógrafo realizou os registros sobre o cotidiano da cidade.

Cada oficina tem seis horas de duração – das 9h às 12h e das 14h às 17h – e oferece 20 vagas. Todas as atividades são gratuitas, e os participantes receberão certificado ao final do curso.

Casas do Patrimônio

A Casa do Patrimônio da Lapa é um projeto de Educação Patrimonial que reúne instituições de ensino, pesquisa e extensão, entidades culturais, moradores e gestores públicos, com o objetivo de fomentar a construção de conhecimento e a participação social em processos que visem à gestão, pesquisa, proteção, salvaguarda, difusão, valorização e usufruto do patrimônio cultural.

Para ampliar as potencialidades da gestão compartilhada do patrimônio cultural e descentralizar as ações educativas, o Iphan tem fomentado a constituição da Rede de Casas do Patrimônio em diversas regiões do país. As Casas constituem-se em espaços de experimentação de uma nova postura institucional, de diálogo e formação de pensamento sobre o patrimônio cultural e suas relações com a vida cotidiana, garantindo o direito à memória e contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico local.

Mais informações sobre as ações desenvolvidas pelas Casas do Patrimônio podem ser encontradas neste site.

Galeria de Imagens