Portal Padrão Barra de Identidade Visual do Governo Federal na Internet - APLICAÇÃO do Governo Brasileiro

CNE inicia audiências sobre Base Nacional Curricular Comum do Ensino Médio

Publicado em 22/05/2018

Nos próximos meses, o Conselho Nacional de Educação (CNE), autarquia vinculada ao Ministério da Educação, realiza audiências públicas nas cinco regiões do país para debater a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) – etapa do Ensino Médio.

Os encontros permitirão que o CNE elabore o documento para orientar os currículos do ensino médio e estabelecer as habilidades e competências que deverão ser desenvolvidas pelos estudantes em cada área de conhecimento desse nível de ensino.

A primeira audiência aconteceu dia 11 de maio, em Florianópolis (SC). O encontro, que apresentou temas como formações dos professores, participação dos conselhos e a preparação dos jovens para o mundo do trabalho, contou com a presença do pró-reitor de ensino do IFPR, Amarildo Magalhães, da diretora de ensino médio e técnico da pró-reitoria de ensino (Proens), Sandra Urbanetz, além de integrantes de conselhos estaduais e municipais de educação, de organizações da sociedade civil, especialistas da área de educação e estudantes.

Amarildo afirma que o evento foi altamente relevante, pois mostrou as vozes e posições confiantes e dissonantes na sociedade quanto à proposta de BNCC. “Ao falar em nome dos pró-reitores de ensino das Instituições da região sul, expressei a preocupação em relação à Rede [Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica] com a possibilidade de precarização dos cursos técnicos e ressaltei a importância do fortalecimento dos cursos com ofertada ao Ensino Médio como elemento de identidade dos Institutos Federais. De forma geral, reforçamos as preocupações constantes na Carta de Vitória [documento produzido na 40ª Reunião dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica – Reditec, realizada em Vitória (ES), em 2016]”, finaliza o pró-reitor.

A BNCC

A BNCC – Ensino Médio prevê que as escolas poderão oferecer cursos formativos em cada área de conhecimento ou combinando com outras diferentes. Também sugere a alternativa de oferta de itinerários relacionados a algum aspecto específico de uma área. Dessa forma, os alunos poderão optar por uma formação técnico-profissionalizante, cursada na carga horária regular do Ensino Médio, dentre outros pontos.

Ainda estão previstas audiências públicas para as cidades de São Paulo, representando a região sudeste, dia 08 de junho; Fortaleza, representando a região nordeste, dia 05 de julho; Belém, representando a região norte, dia 10 de agosto; e Brasília, representando a região centro-oeste, dia 29 de agosto.

Leia mais