Portal Padrão Barra de Identidade Visual do Governo Federal na Internet - APLICAÇÃO do Governo Brasileiro

IFPR ofertará dois programas internacionais de pesquisa no Campus Foz do Iguaçu

Publicado em 06/02/2018

O IFPR ofertará dois programas internacionais no Campus Foz do Iguaçu. O acordo foi firmado em missão interinstitucional na Universidade do Texas (UT Austin) nos dias 25 e 26 de janeiro, na qual estiveram presentes o reitor pro tempore do IFPR, Odacir Antonio Zanatta, o diretor-geral do Campus Foz do Iguaçu, Nelson Castro Neto, diretores da Itaipu e de outras instituições públicas e privadas da região.

O programa Innovation Corps capacita pesquisadores para avaliar o potencial mercadológico de suas descobertas científicas. Três orientadores americanos da área de empreendedorismo selecionarão seis orientadores adjuntos no Brasil, que darão assistência. Esse grupo de nove pessoas coordenará 20 equipes de três integrantes; cada uma contará com um professor com laboratório de pesquisa, um estudante de mestrado ou doutorado e uma pessoa ligada à indústria. O programa, que deve ser implantado em curto prazo, é interinstitucional, multidisciplinar e nacional, visto que os professores e estudantes selecionados serão da rede federal, de qualquer lugar do Brasil.

O encontro firmou também um convênio para oferta do mestrado profissional em comercialização de ciência e tecnologia, o Master of Science in Technology Commercialization (MSTC), em uma parceria entre a UT Austin, o IFPR e o Parque Tecnológico de Itaipu (PTI). O programa terá duração de cinco anos, começará com professores americanos, no segundo ano terá 25% de professores brasileiros, 50% no terceiro ano, 75% no quarto ano e terminará com 100% de professores brasileiros treinados no programa. O mestrado terá aulas concentradas em quatro dias por mês, durante doze meses, no Campus Foz do Iguaçu, e envolverá professores e estudantes da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. O grupo será composto por 50 alunos, sendo 35 da rede e 15 escolhidos pelo PTI, 10 professores da rede e um coordenador do Campus Foz do Iguaçu.

O reitor pro tempore destaca que a implementação do mestrado será um pouco mais demorada porque a proposta precisa ser previamente submetida à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Galeria de Imagens